fbpx
Centro Hiperbárico de Cascais | Nobel de Medicina para investigação de resposta das células ao oxigénio
15750
post-template-default,single,single-post,postid-15750,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-17.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive

Nobel de Medicina para investigação de resposta das células ao oxigénio

Nobel de Medicina para investigação de resposta das células ao oxigénio

O Prémio Nobel da Fisiologia ou Medicina de 2019 foi atribuído aos norte-americanos William G. Kaelin JR e ao Gregg L. Semenza, e ao britânico Peter J. Ratcliffe, pelas descobertas feitas na resposta de adaptação das células aos níveis de oxigénio disponíveis.

 

A academia afirma: “Este é um dos mecanismos críticos dos organismos para a adaptação da vida”.

 

A importância do oxigénio para a vida é conhecida à séculos, no entanto a forma como as células se adaptam aos diferentes níveis de oxigénio era até então desconhecida.

 

As descobertas que se resumem num “sistema adaptativo critico para a vida animal” poderá ter um impacto positivo no tratamento da anemia e do cancro.