Surdez-Subita-min-1200x1200.jpg

24 de Setembro, 2021 Noticias0

Dia 24 de Setembro
Dia Nacional do Surdo

 

Hoje, 24 de Setembro, Dia Nacional do Surdo, gostaria de fazer uma reflexão com enfoque na surdez súbita. A surdez súbita, é uma perda de audição repentina, na maioria dos casos, unilateral e predominante na população entre os 40 e 60 anos de idade. O mais importante perante uma situação de surdez súbita é consultar um otorrinolaringologista e iniciar o tratamento de forma a evitar que o problema se agrave e a perda auditiva se torne definitiva.

Na maioria das situações, os motivos da surdez súbita são indeterminados e inexplicáveis, pelo que este é um dos temas mais controversos e desafiantes para os médicos otorrinolaringologistas. Não há unanimidade quanto ao tratamento, sendo incontestável a medicação com corticoides ou por injecção trans-timpânica, mas há cada vez maiores evidências em como a Oxigenoterapia Hiperbárica tem beneficiado muitos doentes.

O uso habitual da Oxigenoterapia Hiperbárica ocorre como terapia de resgate (ou de último recurso), e há evidências em como melhora significativamente a audição inicial, no entanto, questiono: Se a Oxigenoterapia Hiperbárica é usada quando nenhuma das outras terapias tem sucesso, imagine-se o que seria usá-la de início como terapia complementar?!

A Oxigenoterapia Hiperbárica tem mostrado proporcionar um efeito adicional benéfico significativo quando usado em combinação com a terapia dita convencional à base de corticoides. Por este motivo, creio ser de se encorajar a utilização da Oxigenoterapia Hiperbárica, uma vez tem um papel importante na terapêutica desta patologia, também e essencialmente, como tratamento inicial (associado a outras terapêuticas).

Muitas das situações de pacientes que recebemos no Centro Hiperbárico de Cascais são situações cujo tempo de “maturidade” da surdez já é demasiado, muito perto do que se prevê como sendo o tempo possível para a recuperação de uma surdez súbita, que é cerca de 3 meses. Estou convicta de que, como em tudo na saúde, quão mais célere for o tratamento, maior a taxa de sucesso de recuperação da audição.

No Centro Hiperbárico de Cascais temos uma equipa altamente especializada, com competência em Medicina Hiperbárica dada pela Ordem dos Médicos e ampla experiência nas mais variadas aplicações deste tipo de tratamento. Somos testemunhas diariamente com os nossos pacientes que sofrem de surdez súbita, em como um tratamento precoce é muitas vezes factor essencial para o sucesso do mesmo.

A Oxigenoterapia Hiperbárica é portanto uma terapia a considerar no tratamento de doentes com Surdez súbita. Muita da qualidade de vida de vida de todos nós está dependente da audição e no Centro Hiperbárico de Cascais estimamos muito por ela!

Maria Luís Gameiro
Direcção Centro Hiperbárico Cascais


jose-gameiro-tvi-1200x618.jpg

22 de Setembro, 2021 Noticias

José Gameiro, escolheu o Centro Hiperbárico de Cascais para melhorar a sua performance.

Conheça José Gameiro, o piloto mais velho a participar em provas todo o terreno, que viu no Centro Hiperbárico de Cascais um aliado essencial na sua recuperação e preparação física.
Assista à entrevista na TVI e a conheça sua opinião e experiencia pessoal com a Medicina Hiperbárica.

Obrigado José Gameiro.

Boa Sorte para a prova!


chc-alzheimer.jpg

21 de Setembro, 2021 Noticias

Dia 21 de Setembro
Dia Mundial da Doença de Alzheimer

Oxigenoterapia Hiperbárica: Esperança no combate ao Alzheimer?

O drama da Doença de Alzheimer é real e, infelizmente, está presente na casa de muitas famílias portuguesas. Estima-se que cerca de 60 mil pessoas em Portugal padecem desta doença.
É uma das formas mais comuns de demência, surgindo principalmente a partir dos 65 anos sendo que cerca de metade da população a partir dos 85 anos sofre desta doença. Infelizmente ainda não foi descoberta a cura, mas têm-se feito muitos esforços científicos na procura da mesma.

A Oxigenoterapia Hiperbárica tem sido cada vez mais alvo de estudo neste combate e, felizmente, diz um estudo recente, que a doença de Alzheimer pode ser abrandada ou mesmo revertida com Oxigenoterapia Hiperbárica!

De acordo com este estudo, feito pela Universidade de Telavive, Israel, e publicado no passado dia 6 na prestigiada revista cientifica “Aging
US”, os pesquisadores afirmam que a Oxigenoterapia Hiperbárica estimula o funcionamento do cérebro humano e demonstrou combater o acumular de placas cerebrais associadas à doença, ou seja, que a Oxigenoterapia Hiperbárica oferece “efeitos neuroprotetores multifacetados” na doença de Alzheimer e também melhora a função cerebral e cognitiva em humanos.
Concretamente, a equipa da Universidade de Telavive relata que, após a realização das Sessões de Oxigenoterapia Hiperbárica previstas no projeto, o fluxo sanguíneo do cérebro melhorou em média 20% e os resultados dos testes de memória mostraram ainda uma melhoria média de 16,5%.

O Professor Uri Ashery, principal autor do estudo, referiu que: “Pacientes idosos que sofrem de perda significativa de memória no início do
estudo revelaram um
aumento no fluxo sanguíneo cerebral e melhora no desempenho cognitivo, demonstrando a potência da oxigenoterapia
hiperbárica para reverter os elementos essenciais responsáveis”.

Sou de opinião de que sejam necessários ainda mais estudos, mas fazendo fé na ciência e na lógica da acção do oxigénio nossos cérebros, a Oxigenoterapia Hiperbárica poderá ser, desde já, um benefício para todos os que de forma preventiva queiram e possam beneficiar esta
descoberta.

O Centro Hiperbárico de Cascais é, à data, o primeiro e o único centro privado com câmaras monolugares exclusivamente direcionado para a Medicina Hiperbárica e com registo na Associação Europeia.

Temos uma equipa altamente especializada, com competência em Medicina Hiperbárica dada pela Ordem dos Médicos e ampla experiencia
nas mais variadas aplicações deste tipo de tratamento.

Em particular no dia de hoje, damos ênfase à experiência que temos com pessoas que nos procuram, nacionais e internacionais, para tratamentos preventivos e com resultados muito promissores de bem-estar geral e cognitivo que nos tem sido relatado.
Concluo com mais uma citação do professor Uri Ashery, especialista em neurobiologia da Universidade de TelAviv, ao The Times of Israel, e que tão bem resume este estado de espirito esperançoso que todos nos encontramos no combate a esta doença tão desigual:
“Não acho que isso possa ‘curar’ o Alzheimer em humanos, mas pode ser capaz de retardar significativamente a sua progressão e gravidade.”

 

Desejamos que assim seja!

 

Maria Luís Gameiro
Direcção Centro Hiperbárico Cascais


jg-todo-o-terreno-1-1200x800.jpg

16 de Setembro, 2021 Noticias

JOSÉ GAMEIRO É O PILOTO MAIS VELHO A PARTICIPAR NUMA PROVA DE TODO-O-TERRENO A CONTAR PARA A TAÇA DO MUNDO


Aos 76 anos, o Presidente do Conselho de Administração da empresa MOTIVO, e antigo piloto amador de Todo-o-Terreno, volta ao ativo para participar na 35ª edição da Baja Portalegre 500, defendendo que a medicina hiperbárica tem sido fundamental para a sua preparação física.

José Gameiro está de regresso às competições de Todo-o-Terreno como piloto da equipa Motivo-JCB e irá participar na 35ª edição da Baja Portalegre 500, que se realiza de 28 a 30 de outubro, com António Saraiva na copilotagem. Aos 76 anos, José Gameiro torna-se o piloto mais velho do mundo a participar numa prova de Todo-o-Terreno integrada na Taça do Mundo. O segredo parece estar no foco, na disciplina, e na medicina hiperbárica.

Durante este último ano de pandemia, José Gameiro teve o infortúnio de ser infetado pela Covid-19, e na sequência dos confinamentos deu por si insatisfeito com a forma física, bem como, com o seu estado de saúde. Nesse sentido, decidiu não baixar os braços, combater o vírus e melhorar a forma física. Consultou um médico, intensificou a preparação no ginásio, modificou a alimentação e aumentou o número de sessões de oxigenoterapia hiperbárica no Centro Hiperbárico de Cascais.

A medicina hiperbárica facilitou-lhe a destreza dos movimentos, aumentou a condição física, a resistência ao cansaço dos
treinos e a rápida recuperação ao vírus. Para continuar a sentir uma vivacidade plena e, de certa forma, para celebrar a vida após experienciar a infeção pelo vírus, José Gameiro decidiu inscrever-se numa prova que integra a Taça do Mundo de Todo-o-Terreno.É assim
que nasce a ideia de regressar ao Todo-o-Terreno com a equipa Motivo-JCB, marcando não só os dez anos de ausência das provas como, também, a ousadia de ser o piloto mais velho do mundo a competir numa prova que faz parte da Taça do Mundo.

Situado na Avenida de Sintra, nº1135, o Centro Hiperbárico de Cascais dispõe de duas câmaras monolugares inovadoras que permitem realizar tratamentos médicos até 3 ATA. A medicina hiperbárica pode ser uma alternativa médica certificada para problemas tão dispares como: aceleração de processos de cicatrização, surdez ou cegueira súbitas, infeções bacterianas, queimaduras e edemas da pele, prevenção ou tratamento de lesões desportivas, prevenção de demência ou melhoria da qualidade de vida, com aumento de energia e resposta imunitária, entre outros.


dia-mundial-fisioterapia-pt.jpg

8 de Setembro, 2021 Noticias

Dia 8 de Setembro
Dia Mundial da Fisioterapia

Oxigenoterapia Hiperbárica e Fisioterapia: a combinação perfeita?

Hoje, Dia Mundial da Fisioterapia, é o momento ideal para refletir sobre a evolução das técnicas utilizadas neste sector, nomeadamente, na recuperação de lesões traumáticas e, também, na crescente utilização no âmbito da Medicina Desportiva.

Vários estudos científicos têm demonstrado que, a combinação de tratamentos de Oxigenoterapia Hiperbárica com a Fisioterapia, traz maior eficiência nos resultados e uma efetiva redução de dor comparativamente aos tratamentos com recurso a Fisioterapia de forma isolada.

O tratamento com Oxigenoterapia Hiperbárica tem diferentes efeitos nas lesões: por um lado, a prevenção e, por outro, a aceleração da recuperação.

Ao aumentar a concentração de oxigénio no sangue, promove-se a melhoria da oxigenação e do aporte dos nutrientes aos músculos. Esta situação leva a uma maior resistência à fadiga, menor probabilidade de rotura ou lesão e, no caso de sofrer uma lesão, acelera a recuperação.

As lesões, habitualmente, têm um tempo de recuperação determinado. Este tempo não é exato, mas é influenciado por fatores como o estado físico da pessoa lesionada ou a maneira de reagir de cada organismo. Está comprovado que os tratamentos com oxigénio hiperbárico terapêutico diminuem os tempos de reabilitação de diferentes tipos de lesões sejam elas musculares, articulares, ósseas ou de ligamentos.

Na verdade, as lesões de forma geral, sejam elas traumáticas (decorrentes de acidentes do dia-a-dia) ou desportivas, apresentam sempre um défice de oxigenação e um aumento da inflamação. Contudo, com a Oxigenoterapia Hiperbárica é possível melhorar essas componentes, diminuindo o tempo de recuperação de forma evidente e eficiente uma vez que existe uma melhor nutrição dos tecidos.

A câmara hiperbárica é útil não apenas para atletas lesionados ou fatigados, mas também para aqueles que estão saudáveis. Usando a oxigenoterapia hiperbárica antes do exercício intenso, vários objetivos são alcançados:
Otimiza-se a circulação cerebral, a concentração de oxigénio a nível  muscular é aumentada e o sistema imunológico é fortalecido. Além disso, os glóbulos vermelhos são estimulados, obtendo uma melhoria significativa na condição física.

Este tratamento é usado regularmente por atletas de elite, mas não é necessário praticar deporto de modo profissional para tirar partido dele.

O Centro Hiperbárico de Cascais é, à data, o primeiro e o único centro privado com câmaras monolugares exclusivamente direcionado para a Medicina Hiperbárica e com registo na Associação Europeia.

É composto por uma equipa altamente especializada, com competência em Medicina Hiperbárica dada pela Ordem dos Médicos e ampla experiência nas mais variadas aplicações deste tipo de tratamento. Em particular no dia de hoje, damos ênfase à experiencia e muito sucesso que temos com pacientes que nos procuram para tratar as suas lesões decorrentes de acidentes assim bem como de atletas, quer para recuperação de lesões quer para aumento de performance.

Muitos destes pacientes são aconselhados pelos seus Fisioterapeutas para a realização desta terapêutica de forma complementar, mas também temos muitos pacientes que nos procuram de modo autónomo e que surpreendem os seus Fisioterapeutas com os resultados que experienciam.

A Medicina Hiperbárica é portanto uma terapia que vem revolucionar a Fisioterapia atual.

Maria Luís Gameiro

Direcção Centro Hiperbárico Cascais


CHC-Foto-Noticia.jpg

2 de Setembro, 2021 Noticias

C.H.C. coopera com o regresso da equipa MOTIVO-JCB ao Todo-o-Terreno numa prova que integra a Taça do Mundo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Centro Hiperbárico de Cascais coopera com o regresso da equipa MOTIVO-JCB ao Todo-o-Terreno numa prova que compõe a Taça do Mundo, de 28 a 30 de outubro, na 35ª edição do evento Baja Portalegre 500.

A equipa MOTIVO-JCB sempre se destacou nas provas, não só pela agilidade e proezas no terreno, como também, pela diferença em deter uma equipa mista, contando com três elementos do género feminino, e três do género masculino. Para além disso, esta equipa, marcou presença em mais de cem eventos automobilísticos, em países distintos, tendo conquistado muitos pódios.

José Gameiro, 76 anos, o piloto da equipa MOTIVO-JCB, recorreu à medicina hiperbárica após tomar conhecimento que esteve infetado com o vírus COVID-19, recuperando significativamente dos sintomas. Não obstante, percebeu também, os benefícios que esta terapia trazia ao seu bem-estar, conseguindo manter de forma constante um treino físico intensivo.

A idade pode ser compensada por uma boa preparação física, uma alimentação cuidada, e com a forte ajuda da medicina hiperbárica.”  – José Gameiro

Neste sentido, e no âmbito de celebrar a vida, o piloto regressa ao Todo-o-Terreno, tornando-se assim o piloto mais velho a participar numa prova que compõe a Taça do Mundo.

A medicina hiperbárica facilita a destreza dos movimentos, aumenta a condição física, e a resistência ao cansaço dos treinos que os atletas estão sujeitos. Neste caso em concreto, ajudou substancialmente na rápida recuperação da infeção por COVID-19.


Lareira-1200x800.jpg

18 de Agosto, 2021 Noticias

 

 

 

 

 

 

 

 

Na passada terça-feira, dia 10, um jovem casal sofreu uma intoxicação por monóxido de carbono (CO), na sequência de um banho num balneário de um parque de campismo, em Vila Real. Após ser acionado o auxílio, o casal foi transportado para o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro e em seguida para o Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, onde têm vindo a receber tratamentos na Unidade de Medicina Hiperbárica. Atualmente, o estado clínico do jovem casal tem vindo a evoluir favoravelmente, estando já fora de perigo.

A intoxicação por monóxido de carbono – gás natural, metano ou propano queimado – é uma das intoxicações fatais mais comuns de acontecer, ocorrendo através da inalação da combustão incompleta de hidrocarbonetos. Os sintomas manifestam-se de forma aguda, e podem provocar: cefaleia, náuseas, anginas, fraqueza, dispneia, perda de consciência, convulsões e coma. Em casos de maior exposição e/ou de diagnóstico tardio, poder-se-ão desenvolver, também, sintomas neuropsiquiátricos.

Os fatores que originam este tipo de intoxicações são: incêndios nas residências, automóveis vedados, aquecedores a gás, aquecedores de água quente, fornos, fogões a lenha ou carvão e aquecedores querosene.

A Oxigenoterapia Hiperbárica diminui e retarda os sintomas neuropsiquiátricos, bem como, elimina os níveis de monóxido de carbono do organismo.


Marc-Jacobs-_-Oxigenacao-Hiperbarica-_-Instagram.jpg

4 de Agosto, 2021 Noticias

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Conta oficial de Instagram de Marc Jacobs

 

 

Marc Jacobs, estilista norte-americano, com 58 anos, recorre aos tratamentos de Oxigenoterapia Hiperbárica após a realização de um lifting facial.

No final do mês de julho, Marc Jacobs, submeteu-se a uma cirurgia estética facial – lifting – tendo partilhado com os seus seguidores do Instagram, dia 23, uma fotografia onde surge dentro de uma câmara de medicina hiperbárica a realizar uma sessão de Oxigenoterapia Hiperbárica.

Jacobs decidiu atenuar os efeitos pós operatórios e acelerar o processo de recuperação através das sessões de Oxigenoterapia Hiperbárica, aconselhado e seguido pelo Dr. Andrew Jacono do Hyperbaric Medical Solutions, o centro médico de Nova Iorque.

Verifica-se que recorrendo a tratamentos pré e pós-cirúrgicos com Oxigenoterapia Hiperbárica o tempo de recuperação é bastante reduzido, e igualmente reduzido o edema e a dor, havendo condições para que os resultados sejam melhorados por via da cicatrização mais rápida e eficiente. A mesma premissa se aplica a outras cirurgias estéticas ou não, por via do efeito anti-inflamatório e da aceleração na cicatrização que os tratamentos com Oxigenoterapia Hiperbárica promovem.

No Centro Hiperbárico de Cascais, encontra câmaras monolugares que, tal como na fotografia de Marc Jacobs, oferecem um atendimento e atenção personalizados a cada paciente. É também possível uma maior rapidez nas marcações e na realização das sessões, e não menos importante, na descrição do paciente, uma vez que o centro é apenas dedicado à Oxigenoterapia Hiperbárica e dispõe de parque de estacionamento privado.

 

 


C.H.C.-_-Sarra-Goumid-1200x900.jpg

29 de Julho, 2021 Noticias

Sarra Goumid visita o C.H.C.

 

 

 

 

 

 

 

A jovem atriz francesa, ícone da série Hippocrate, Sarra Goumid, visitou o Centro Hiperbárico de Cascais.

No âmbito do procedimento estético que realizou em Portugal, e a fim de alcançar uma recuperação mais rápida, Sarra Goumid, recorreu à Oxigenoterapia Hiperbárica no Centro Hiperbárico de Cascais.

Durante a sua estadia, a atriz, valeu-se da sua conta de Instagram para revelar o procedimento estético a que se submeteu, como também, para dar a conhecer a Oxigenoterapia Hiperbárica; os efeitos benéficos desta nas demais patologias, como no seu próprio caso e até na recuperação de COVID-19; as instalações do Centro Hiperbárico de Cascais; o processo até à entrada na câmara hiperbárica e o funcionamento desta; e ainda, desmistificar algumas reticências que pudessem existir em relação à medicina hiperbárica.

O Centro Hiperbárico de Cascais ficou honrado por ser a escolha da Sarra Goumid e deseja-lhe uma recuperação célere.


PHOTO-2021-03-31-14-02-14.jpg

23 de Fevereiro, 2021 Noticias

 

A super-modelo, atriz e ex-Miss India Natasha Suri elegeu Portugal para um tratamento de saúde e escolheu fazer a sua recuperação no Centro Hiperbárico de Cascais.

“Recomendo totalmente a oxigenoterapia hiperbárica pelos seus incontáveis benefícios médicos, cosméticos e de estilo de vida. O Centro Hiperbárico de Cascais em Portugal é definitivamente um dos melhores da Europa. Eu recomendo absolutamente pelo seu alto nível de higiene, padrões de primeira classe e o serviço da equipe simpática e atenciosa no centro.” – Natasha Suri. Atriz e ex-Miss India World.

O CENTRO HIPERBÁRICO DE CASCAIS ficou honrado por ser a escolha da Natasha Suri e de todos as pessoas que o procuram.


2019-08-19 - LOGO CHC -02

O CENTRO HIPERBÁRICO DE CASCAIS é o primeiro Centro de Medicina Hiperbárica Português com câmaras monolugares que permitem fazer tratamentos médicos até 3 ATA.

Membro da EUBS

logowubs-2

Centro Hiperbárico de Cascais

© Centro Hiperbárico de Cascais 2020 - by Blendup Marketing Digital